Risperidona Engorda?

Risperidona é um medicamento que representa um importante elemento no manejo médico de vários  sintomas de transtornos do pensamento e do comportamento, tais como:  transtorno bipolar, transtornos psicomotores, agressividade proveniente do autismo,  esquizofrenia e psicose. Ele também é capaz de melhorar a ansiedade e a tensão gerada por estes transtornos.

Nos últimos anos, o seu uso tem sido associado ao aumento de risco cardiovascular em virtude de outras complicações, entre elas, o ganho de peso.

A utilização dos antipsicóticos colaborou com a desinstitucionalização de grande parte dos pacientes psiquiátricos que apresentam sintomas psicóticos. Quando os sintomas de uma doença podem ser controlados, é possível reabilitar o indivíduo portador de alguns transtorno psicológico, para que ele tenha maior autonomia e socialização.

Quais são as indicações e como ele funciona?

A Risperidona é um fármaco neuroléptico usado para o tratamento das perturbações psicóticas. Ele funciona controlando os sintomas mais problemáticos, contendo os chamados sintomas positivos (alucinações, ideias delirantes, comportamento desorganizado, agitação) e amenizando os negativos (restrições na capacidade de expressão emocional, apatia, diminuição dos afetos, lentidão do pensamento e discurso) além de promover bem estar ao doente, melhorando a qualidade de vida e o prognóstico da doença.Risperidona

Este medicamento é um neuroléptico atípico. Isso significa que ele é usado para promover ação antipsicótica eficiente sem causar manifestações de sintomas extrapiramidais, ou seja, distúrbios do movimento corporal causados por outros antipsicóticos de primeira geração (típicos).

Por este motivo, a Risperidona é um dos remédios mais prescritos nos casos de sintomas de confusão, ansiedade, alucinações, distúrbios da percepção e isolamento da sociedade relacionados aos transtornos já citados inicialmente.

Risperidona engorda?

Atualmente, o remédio é vendido nas versões de 1mg e 2mg. A dosagem precisa da orientação médica, assim como a ingestão que não deverá ocorrer sem prescrição de um profissional da saúde.

No que diz respeito a tratamentos farmacológicos, cada organismo pode reagir de determinada forma, porém, segundo a bula do Risperidona, este medicamento pode causar efeitos colaterais como retenção hídrica, aumento do apetite ou lentidão no metabolismo e, consequentemente, ganho de peso.

Na possibilidade de tal efeito colateral ser incômoda ou prejudicial à saúde, o médico deverá ser consultado para indicar uma substituição do remédio. Caso não seja possível, uma dieta equilibrada e a associação de exercícios físicos podem minimizar o efeito.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte um médico.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *